domingo, 8 de novembro de 2009

Uma empresa Sustentável exige novas competências do RH


Assim como tem acontecido em toda a história, as empresas, para serem sustentáveis financeira e socialmente, dependem das pessoas que a compõem. Essa força que as impulsionam e sustentam, vem da motivação dos profissionais, de sua satisfação, da capacidade de criar, da disseminação e preservação do conhecimento, do respeito dentre tantas outras coisas.

Seguramente todos estes fatores têm como causa uma boa política interna, boa liderança, um discurso com práticas compatíveis, independentemente de nível e função com resultados e com a Sustentabilidade no futuro.

Os gestores lidam com profissionais que, na sua maioria, pertencem a uma geração que pensa e age com a velocidade da Internet, são questionadores, enfrentam sistemas hierárquicos tradicionais, fazem uso direto da tecnologia e se adaptam rapidamente as novas formas de trabalho. O conceito físico de empresa com grandes aglomerações de pessoas, sistemas de cargos e remuneração antigos, mudou. O importante não é mais estar junto, mas estar conectado na mesma rede, gerando o resultado coletivamente planejado, com qualidade de vida.

Esse novo jeito de produzir e garantir a Sustentabilidade exige também uma nova gestão.Qual é o RH que sustenta essa nova necessidade, de produzir resultados?

Os gestores precisam tomar decisões de maneira muito rápida, lidar com diferenças, promover a efetividade da comunicação, assegurar a preservação do conhecimento, cumprir prazos, garantir a qualidade dos produtos e serviços e, principalmente, fazer diferença. Para isso, precisam de um RH que ofereça verdadeiro suporte e sustentação com velocidade e competência. Um RH que necessariamente, em primeiro lugar, entenda do negócio tanto quanto de gente, que seja ágil, altamente flexível, criativo, que saiba lidar com diferenças, que não seja burocrático, que trabalhe por resultados, que seja grande, seguro, confiável e verdadeiro assessor para os líderes.
Os gestores sabem o que precisam e quando precisam. Cabe ao RH prover. O RH hoje tem como sua princicpal função ser um parceiro estratégico, alinhado as necessidades das organizações.

* Texto de Lélio Tocchio, Consultor em RH e Indicadores de Gestão da Vox Solutions.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário